Porto e a geminação com Nagasaki

Takasugi-an – Casa de chá inusitada no Japão


Takasugi-an é uma casa de chá no mínimo inusitada. Situada em Chino, Província de Nagano, esta casa de chá feita pelo arquitecto Terunobu Fujimori, foi construído em cima de dois troncos de castanheiros, vindos da montanha mais próxima. Possui uma aparência frágil, é verdade, mas Fujimori garante que Takasugi-an é segura. A entrada é somente acessível por uma escada encostada num dos troncos.


O nome Takasugi-an significa “uma casa de chá muito alta” e foi construída no próprio terreno do arquitecto para seu próprio uso. Os sapatos, como manda a tradição japonesa são retirados na entrada. Uma vez dentro do quarto, que é coberto com gesso e esteiras de bambu, o espírito aventureiro do arquitecto dá lugar à serenidade adequada para uma casa de chá, onde se deve ter calma e tranquilidade.


O espaço do Takasugi-an é compacto, possui apenas 2,7 metros² (4 tatami) e só consegue acomodar no máximo 4 pessoas no seu interior. A sala exibe uma janela grande onde se pode ter um visão do local, e apreciar todas as estações e mudanças cíclicas sazonais. O kakejiku, objecto de decoração típico de uma tradicional casa de chá foi substituído pela janela, talvez pela falta de espaço para dar frescura ao local.


Casas de chás são comuns no Japão, afinal todo bom japonês aprecia um bom chá, mas tenho certeza que serão poucos a terem a oportunidade de tomarem chá numa casa tão exótica como esta feita pelo arquitecto Terunobu Fujimori.

Fujimori decidiu construir uma casa de chá humildes para si mesmo e por si mesmo ao longo de um pedaço de terra que pertencia a sua família.

Os mestres do chá, tradicionalmente, mantido o controle total sobre a construção destas "caixas", cuja simplicidade era a sua principal preocupação

O interesse como arquitecto, no entanto, estava mais em empurrar o limite e restrições de uma casa de chá tradicional em vez de perseguir a arte de fazer chá, e, como resultado, criou uma peça altamente expressivo de arquitectura.

Os convidados devem subir as escadas independentes apoiados contra um dos dois castanheiros que suportam toda a estrutura.

O quarto, que é preenchido apenas com gesso e esteiras de bambu  

A casa de chá é "a arquitetura pessoal final

. Propensão do arquitecto para o pessoal, vernáculo, e todos os dias é particularmente evidente aqui, nesta casa de chá balançando.



Imagens e textos (tradução automática), colhidos da internet

Sem comentários:

Publicar um comentário