Porto e a geminação com Nagasaki

As primeiras armas no Japão



As armaduras da época rapidamente se adaptaram à introdução da tecnologia das armas de fogo, que os portugueses trouxeram para o Japão, abandonando as couraças com laminas de couro e passando a utilizar metal à prova de balas.
Uma estátua de Lorde Tokitaka, o jovem senhor feudal de Tanegashima em 1543, lembra a sua visão ao entender a importância das armas de fogo dando ordens para que fossem copiadas em série e espalhadas pelo Japão.




No Museu da espingarda, na capital de Tanegashima, existe ainda hoje o cano da primeira espingarda japonesa construída com base no modelo português. A introdução das armas teve um impacto tão grande na sociedade japonesa dos séculos XVI e XVII que algumas das armas dos daimios cristãos da época possuíam gravações em ouro nos seus canos com o monograma dos jesuítas.


A importância das armas de fogo estendeu-se a todo o Japão com grande rapidez abrindo-se fábricas em várias cidades como Sakai , porto localizado nos arredores de Osaka, onde ainda hoje existe o local original em que foram construídos os primeiros mosquetes.

A rack of Japanese tanegashima (matchlocks) of the Edo period, Himeji Castle, Japan.

Ashigaru (foot soldiers) using matchlocks (tanegashia) from behind shields (tate).

pistola de percussão japonesa, século 19, possivelmente convertido a partir de um mosquete.


A arquitectura militar dos séculos XVI e XVII denota claramente as alterações introduzidas perante o aparecimento das armas de fogo. Os castelos deixam de ser construídos em madeira e levantam-se enormes muralhas em pedras gigantescas, separadas por fossos de água, para defesa de tiros de canhões, enquanto orifícios nas paredes permitem a introdução dos canos das espingardas para visar o inimigo.






As técnicas do uso de armas de fogo eram um dos segredos mais bem guardados dos senhores feudais. No final do século XVI e início do século XVII surgiram uma série de extensos documentos reproduzindo em pormenor como utilizar as armas de fogo nas mais variadas situações. Em número reduzido ficaram conhecidos como livros Inatomi.



Todos os anos mo mês de Julho o Festival de Espingardas , Teppo -Matsuri, assinala na ilha de Tanegashima a chegada dos portugueses ao Japão em 1543 e a introdução das armas de fogo. Dezenas de grupos japoneses provenientes dos locais onde existiram fábricas de espingardas exibem as suas teppos no parque Wakassa, nome de uma jovem que a lenda conta ter sido "namorada" de Fernão Mendes Pinto.


Uso de armas de fogo na campanha do Tokugawa Ieyasu em 1614/1615 contra a família Toyotomi residente em Osaka. Espingardeiros de Ieyasu cortam a retirada de soldados e civis que fogem pelo rio Yodo.



No parque Wakassa, na ilha de Tanegashima, um monumento em forma de bala assinala a importância que as armas de fogo tiveram para aquela pequena ilha do sul Japão.As técnicas de fabricação de canhões e a sua utilização no século XVI logo depois do aparecimento das espingardas foram guardadas em rolos destinados a explicar o seu uso. Os "destruidores de países" como eram denominados os canhões, Kunikushi para os japoneses foram peça fundamental nas mãos dos daimios japoneses em Nagasaki. Em Dejima um canhão português recorda esse facto.

Imagens e textos (tradução automática), colhidos da internet

Sem comentários:

Publicar um comentário